sexta-feira, 26 de maio de 2017

Santarém ganha novo espaço do Projeto Livro Solidário

Foi inaugurado em Santarém, nesta quarta-feira (24), mais um espaço de leitura do projeto Livro Solidário, que funcionará no polo Pro Paz nos Bairros/PEV do município. A nova sala foi montada a partir de uma parceria entre a Imprensa Oficial do Estado (IOE), a Fundação Pro Paz, o Corpo de Bombeiros do Pará e o Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), com o objetivo de incentivar e democratizar a leitura. 

A entrega é mais uma das ações que o governo do Estado promove por meio da campanha “Leia - Mude sua História”, que visa à formação de público leitor no Pará, especialmente junto às crianças e jovens.

O projeto Livro Solidário começou na região metropolitana de Belém e agora vem se estendendo para o interior. A ação busca fazer da leitura um hábito cotidiano, um verdadeiro desafio no Brasil, onde segundo pesquisa divulgada em 2016, pelo Instituto Pró-Livro, a média nacional é de apenas 2,88 livros lidos por pessoa ao ano.

O espaço onde funciona o Projeto Escola da Vida (PEV), do Corpo de Bombeiros, foi adaptado pela Fundação Pro Paz e pela Imprensa Oficial para receber os livros e equipamentos que compõem a biblioteca. Foram doados 400 títulos e estantes, bem como itens de caracterização do projeto. No polo serão ofertadas também atividades esportivas e culturais para crianças e adolescentes.

Para o presidente da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt, a parceria entre as três instituições veio para expandir os serviços oferecidos à criança e ao adolescente no município. “O espaço de leitura é muito importante para as crianças porque incentiva esse hábito, despertando a imaginação, a reflexão e a visão crítica. Com esta parceria trouxemos para cá também o infocentro, que promove a inclusão digital, além de atividades de esporte e lazer e atendimento psicossocial, ofertado às famílias desses jovens”, concluiu.

“Atendemos aqui 211 crianças e jovens. Com a parceria do Pro Paz e da IOE vamos poder reforçar a qualidade das atividades que oferecemos, ampliando os serviços também para as famílias e abrindo o espaço para a comunidade do entorno”, reforçou o coronel Claudio Rêgo, comandante do Corpo de Bombeiros de Santarém.

No final de abril foi inaugurado, na Escola Municipal de Ensino Médio e Fundamental Espírito Santo, do município do Acará, o primeiro espaço de leitura do projeto Livro Solidário fora da região metropolitana de Belém. A escola beneficiada fica na comunidade ribeirinha Genipaúba, no Baixo Acará, onde vivem mais de 100 famílias. O espaço do PEV em Santarém é o segundo implantado no interior.

“Acho importante a inauguração dessa biblioteca aqui no município, já que a população em geral dificilmente tem o hábito de ler. Esse espaço vai despertar o interesse das crianças para a leitura, melhorando até mesmo o aprendizado na escola. Minha filha esta matriculada no PEV e, no que depender de mim, ela vai vir sempre aqui. Fico muito feliz com essa iniciativa do governo do Estado” afirmou Simone Coelho, 32 anos, moradora de Santarém.

Flavia Camille, de 11 anos, aluna do PEV, também comemorou porque agora vai ter um novo espaço para ler. “Antes não tinha muito livro pra gente ler na escola e eu não tenho quase nenhum em casa. E nem sempre os livros são pra nossa idade também. Com essa biblioteca vai ser muito legal porque vou poder ler muitos deles, e de vários tipos”.

“O trabalho integrado com o Pro Paz veio para abrir os horizontes do Projeto Livro Solidário. Nossa expectativa é estender esta parceria para mais localidades” afirmou Claudio Rocha, presidente da Imprensa Oficial.

A iniciativa – O Livro Solidário é uma ação de estímulo à doação de livros para comunidades com maior vulnerabilidade social da Região Metropolitana de Belém, que agora vem se estendendo ao interior. Criado em 2003, o projeto também beneficia unidades prisionais, de cumprimento de medida socioeducativa e hospitais. 

Por Mayara Albuquerque
Ascom Pro PazFotos: Lena Arruda




















quinta-feira, 25 de maio de 2017

IOE recebe doações da Sefa, Cosanpa, Ministério Público e Seplan

A Imprensa Oficial do Estado recebeu na quarta-feira, 24, cerca de 1400 livros doados pela Secretaria da Fazenda (sefa), Cosanpa, Ministério Público do Estado e Secretaria de Planejamento.

As doações são resultados da Campanha “Leia. Mude Sua História.”, deslanchada pelo Governo do Pará, como forma de incentivar o hábito da leitura, principalmente entre o público infantojuvenil, e diminuir o índice de analfabetismo na população do estado.

A assessora fazendária Sandra Beckmam, fez a entrega de cerca de 900 livros arrecadados entre os servidores nas unidades da Sefa da capital. “Todos contribuíram com um, dois livros. Aqueles (livros) que não estavam mais sendo lidos eles resolveram doar”, contou.

Sandra disse que os servidores da secretaria fazendária foram incentivados a fazer a doação. “Nós falamos um pouco do projeto (Livro Solidário), que devemos contribuir com a leitura, e o resultado foi além do esperado”, pontuou.

Ela falou sobre a importância do ato da doação, “que vai contribuir com a inclusão das pessoas que estão à margem, que têm essa dificuldade de aquisição de livros. Com certeza nós vamos contribuir de uma forma significativa para essa inclusão por meio da leitura”, aposta.

Em nome da diretora de Gestão de Pessoas e Logística, da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Arilene Correa dos Reis, a servidora Vilma Maia fez a entrega de outros 183 livros arrecadados por meio da campanha “Leia. Mude Sua História.”

Vilma Maia contou que os livros foram selecionados e catalogados entre os que foram doados pelos servidores para serem entregues ao Livro Solidário. Ela disse que a doação é uma forma da Companhia contribuir com a educação da população paraense.

“A leitura abre novas possibilidades de compreensão do mundo. A Cosanpa com essa doação está buscando aumentar o conhecimento, principalmente dos nossos jovens”, comentou.

Na segunda-feira, 23, a bibliotecária do Ministério Público do Pará, Andreia Caldas, entregou cerca de 100 livros que foram arrecadadas pelos servidores, estagiários e visitantes do órgão, e também faz parte da campanha de arrecadação de livros do Governo do Pará.

Andreia Caldas contou que a campanha teve resultado positivo no órgão. "Todos fizeram doações. Divulgamos bastante e acredito que ainda voltaremos aqui para fazer outras entregas", afirmou.

“Nós agradecemos a todos os órgãos do governo que estão empenhados na campanha. Essas doações são muito importantes, pois vão reforçar os acervos dos Espaços de Leitura do Projeto Livro Solidário, e nos dá a possibilidade de atender as solicitações de bibliotecas comunitárias e outras demandas que o projeto recebe da comunidade”, reforçou a coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta.   


Serviço: As doações de livros para o projeto Livro Solidário podem ser realizadas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Texto e fotos: Ronaldo Quadros
Ascom IOE





terça-feira, 23 de maio de 2017

Imprensa Oficial e Pro Paz implantam Espaço de Leitura em Santarém

A Imprensa Oficial do Estado (IOE), em parceria com a Fundação Pro Paz e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará, inaugura nesta quarta-feira, 24, às 9h, em Santarém, mais um Espaço de Leitura do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, coordenado pela IOE e Núcleo Articulação e Cidadania. 

O Espaço de Leitura vai funcionar no 4º Grupamento do CBM, situado na Travessa Dom Frederico Costa, nº 647, bairro Prainha, e será destinado às crianças atendidas pelo Projeto Escola da Vida (PEV), desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros no município.

O Espaço recebeu a identidade visual do Livro Solidário, estantes, além de um acervo de 450 livros recebidos da população de Belém.   A programação vai contar com a presença dos alunos do Projeto Escola da Vida, família e comunidade em geral, além da presença dos presidentes da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt; da IOE, Cláudio Rocha; e do comandante do 4º GBM, Tcel. QOBM Luís Cláudio Rêgo dos Santos.

Durante o evento haverá atividades como atendimento de primeiros socorros pelos alunos do PEV; e de leitura pela Pastoral do Menor de Santarém.  O Espaço de Leitura em Santarém será o primeiro a ser implantado fora da Região Metropolitana de Belém (RMB).  “Outras iniciativas receberam apoio do projeto com doações de livros que chegaram a somar mais de 50 mil desde 2011 a várias instituições”, explicou a coordenadora do projeto, Carmen Palheta.

Para a coordenação do Pro Paz, a implantação do Espaço de Leitura em Santarém representa uma somatória de esforços conjuntos entre os três órgãos que promoveram a revitalização do espaço para a consequente utilização como biblioteca.


Serviço: As doações de livros para o projeto Livro Solidário podem ser realizadas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Texto: Ronaldo Quadros
Ascom IOE
Fotos: Lena Arruda


















quinta-feira, 11 de maio de 2017

Livro Solidário recebe doações de livros de moradores de Belém

A Imprensa Oficial do Estado já recebeu, só nos primeiros quatro meses deste ano, cerca de três mil livros doados por editoras e a população paraense. Na manhã desta quinta-feira, 11, a contadora Ana Maria Barroso entregou, na sede da Imprensa Oficial, cerca de 100 livros, entre técnicos e infantojuvenil.

Ela contou que quando mudou de residência empacotou todo seu acervo de livros e fez uma seleção dos que poderiam ser doados. “Eu costumo fazer doações de livros que não estejam sendo usados por mim e nem por meus filhos”, contou, informando que sempre incentiva os filhos a lerem dando livros de presente.

“Eu também apoio e incentivo eles a doarem os livros que já leram, para que outras pessoas que não tenham condições de comprar livros novos possam ter acesso à leitura. Isso é muito importante”, completou Barroso.

Ana Maria Barroso foi recebida pela técnica do Livro Solidário, Lena Arruda, que informou que as doações recebidas que vão compor os acervos dos Espaços de Leitura do Projeto Livro Solidário, “além de contribuir com inciativas que tem o incentivo à leitura como finalidade”, pontuou.



Serviço:
As doações de livros para o projeto podem ser feitas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Associação Adventista do Pará doa livros de autoajuda

A Associação Adventista do Pará doou hoje, 11, cerca de 100 livros da escritora Ellen G. White intitulado "Em Busca da Esperança" do segmento de autoajuda. 

"A Associação já é nosso parceiro. Todos os anos eles fazem doações para o projeto Livro Solidário", informou a técnica do projeto Lucila Girão. 


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Imprensa Oficial recebe doações de livros do grupo editorial Somos

“Estamos muito felizes com essa grande doação do grupo Somos Educação. São livros novos e infanto-juvenis que atendem ao segmento que mais precisamos”, comemorou a técnica do projeto Livro Solidário, Lucila Girão, sobre a doação de mais de 700 livros recebidos na quarta-feira, 03, da editora Scipione, enviados pelo grupo após contato realizado por meio da empresa Synergos, que apoiou a campanha de incentivo à leitura ‘Leia - Mude sua história’, coordenada pela Secretaria de Comunicação do governo do Estado (Secom) e que possui como objetivo incentivar o hábito da leitura e diminuir o índice de analfabetismo do Pará.

Entre as obras estão os títulos “O Cravo e a Rosa” de Sílvio Romero, “Amigos Para Ler e Contar” de Nílson José Machado, “Ai, Que Medo!!!” de Regina Siguemoto e Martinez, “Barriga de Minhoca, marinheiros de Cabral” de Atilio Bari, todos ricamente ilustrados, além de “Histórias do Pré-Modernismo” e “Fome”, ambos de vários autores.

Segundo Lucila Girão, os livros vão abastecer os acervos dos Espaços de Leituras do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado (IOE) e Núcleo Articulação e Cidadania (NAC), em parceria com a (Secom). “Como são livros novos, vamos poder atender também os hospitais que possuem os Carrinhos de Leitura do Livro solidário e que desenvolvem outros projetos de incentivo à leitura como terapia da leitura e brinquedotecas”, informou Girão.

A coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta, louvou a iniciativa da Secom que “costurou” a parceria com o conglomerado Somos e Grupo Santillana para doação de livros para a Imprensa Oficial. “Está sendo muito produtiva essa parceria, que tem dado um novo gás ao projeto Livro Solidário para o recebimento de doações de livros”. Ela informou que neste semestre serão inaugurados mais três novos Espaços de Leitura com apoio do projeto.

Serviço: As doações de livros para o projeto podem ser feitas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Texto: Ronaldo Quadros
Fotos: Lena Arruda






quinta-feira, 27 de abril de 2017

Cursinho Solidário da Uepa/Castanhal recebe livros da Imprensa Oficial

Cerca de 400 livros, entre didáticos e de literatura em geral, vão servir para ajudar estudantes do Cursinho Solidário realizado pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), Campus Castanhal, no nordeste do Pará. Os livros foram doados nesta quinta-feira, 27, pela Imprensa Oficial do Estado (IOE), por meio do projeto Livro Solidário, e irão compor a biblioteca do Campus.

Segundo a bibliotecária do Campus, Aline Barbosa, os livros serão utilizados pelos alunos do cursinho em trabalhos de pesquisas escolares e também podem ser emprestados para que levem pra casa e depois os devolvam. “Nós também vamos realizar um concurso de redação a partir das leituras desses livros doados”, informou Barbosa.

Ela agradeceu à IOE a doação dos livros em nome da Uepa e reforçou que as edições vão dá um suporte melhor para a biblioteca. “Agora os alunos vão poder ir à biblioteca, fazer a pesquisa e levar o livro pra casa, por exemplo. Vai ser um ganho muito grande no aprendizado deles”, pontuou.

A coordenadora do projeto Livro Solidário, Carmen Palheta, disse que a parceria com a Uepa é importante “porque o projeto acaba tendo um alcance além do que projetamos e o foco do projeto se amplia no momento em que a gente consegue colaborar com outros projetos como esse da Universidade”. “ É o próprio exercício da cidadania, com a inclusão, cada vez mais, de novos leitores; e a campanha do governo busca exatamente isso”, pontuou.

Cursinho - Os graduandos do campus de Castanhal da Universidade do Estado do Pará (Uepa) promovem o Cursinho Solidário para os estudantes carentes da cidade. Disciplinas como Física, Química, Biologia, Matemática, Português, Redação, Literatura e História vão ser ministradas pelos alunos da Universidade de forma gratuita.

A iniciativa, realizada por universitários da instituição, objetiva a preparação de alunos do terceiro ano para os processos seletivos da Uepa – Prise e Prosel - e para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os interessados podem se inscrever na coordenação do campus, apresentando cópias do RG, CPF, histórico escolar ou declaração de matrícula, uma foto 3x4 e R$ 2 usado no pagamento da taxa para confecção da carteirinha de identificação.


Pessoas que já concluíram o ensino médio também poderão se inscrever e assistir às aulas ministradas pelos universitários sobre os conteúdos de matemática, física, química, biologia, redação, língua portuguesa e literatura.

Texto: Ronaldo Quadros com Ascom/Uepa.
Fotos: Ronaldo Quadros